PUBLICIDADE
Topo

Mais uma das muitas listas para o ano novo

ECOA

03/01/2020 04h00

Todos os anos, ali perto das 11 da noite do dia 31 de dezembro, eu faço uma lista de vontades para o ano que vai nascer. Dessa vez eu fiz duas. Uma delas vou compartilhar com você. Que o ano, além de coragem, nos peça sorrisos de alegria por estarmos sendo melhores que fomos no ano passado.

  1. Não perca tempo respondendo robôs na internet
    Uma parte considerável das conversas apaixonadas sobre política que travamos nas redes antisociais são com robôs. Eles são programados para responder aos temas mais urgentes e polêmicos das redes. E lá vamos nós, sem perceber as pistas, ficar horas e horas discutindo sem fim com perfis que só querem provocar o que conseguem: tumultuar os diálogos, embaralhar a verdade, fazer uma parte de nós perder a paciência e a paz. Veja como identificar bots e, este ano, não dê palco para eles. Apenas clique em denunciar.
  2. Faça uma lista reserva para os desejos de ano novo
    Depois, guarde no mesmo lugar dos boletos prestes a vencer. As contas nunca perdem a gente de vista, vai por mim.
  3. Invista tempo para comentar notícias que são importantes para você
    A Bárbara Forte, repórter de Ecoa, me ensinou uma das coisas mais importantes do ano que passou. Ela me disse que, em geral, o que percebe é que quem gosta de algum texto o compartilha em seus grupos. Quem não gosta, seja do texto, do tema ou dos personagens, deixa comentários. Muitos comentários. E assim brotam as falsas maiorias que a internet constrói em torno de algum assunto. Neste ano novo, reconheça e elogie com comentários coisas que mexam positivamente com você. Incentive as pessoas a continuarem fazendo aquilo que é importante para você.
  4. Faça amor
    Mas se o dia pedir, trepe.
  5. Não converse com seus amigos e amigas apenas sobre política
    Fale sobre como era jogar Mortal Kombat quando um dos botões do Mega Drive parava de funcionar misteriosamente numa quinta-feira chuvosa à tarde. Ou sobre como foi confusa a nossa primeira declaração de amor aos 16.  E a gente nem sabia direito se aquilo era febre ou só uma paixão devastadora que roubava até os sentidos. Se tem uma coisa que o ódio faz bem é roubar nosso tempo de produção de afetos e planos. Quando vemos, lá se foi uma noite inteira falando deles. E nós? Quando vamos falar de nós? Em 2020, fale de você, de nós.
  6. Não se orgulhe de estar o tempo todo ocupado
    Algumas de nós sempre remando contra o tempo, deixando boa parte dele na estação de trem, no ponto de ônibus. Não é uma escolha. Para a vida, o que sobrar, e se sobrar. Em algum momento, a gente passa a sentir algo como um orgulho, ou naturaliza, de o tempo todo estar ocupado, acontecendo coisas no mundo. Tudo que querem é que a gente se sinta desconfortável com a meia hora de sono e preguiça vendo Sessão da Tarde. Que a gente não se enxergue gente quando não está produzindo. Em 2020, reserve tempos para o seu descanso sem medo de julgamentos.
  7. Respeite as minas, as manas e as monas
    Sempre.
  8. Concorde que podemos discordar em tudo e mesmo assim permanecer conectadas
    Não há diálogo com o ódio, com os antidemocráticos, com os violentos de coração e de discurso. Mas com quem apenas discorda da gente podem existir conversas que nos façam melhores. Para este ano novo que encontre pessoas dispostas a nos contar de onde estão enxergando o mundo. E, talvez, quem sabe, vai que, descobrir que talvez não estivesse tão certos assim sobre este ou aquele assunto.
  9. Assista filmes de amolecer o coração
    Musculatura emocional é tão importante quanto saber as palavras certas para as conversas difíceis que o dia a dia pede.Em 2020, equalize os filmes assistidos com as lutas que compra.
  10. Programe o Gerenciador de Tempo do Instagram
    Clique nas três linhas no canto superior direito do seu perfil. Depois, vá em atividade. Lá procure por "Defina um Lembrete Diário" e escolha por quanto tempo você quer ficar navegando. Pronto. Toda vez que atingir aquele tempo o celular irá te avisar. Faz bem para a existência. Ou de repente nem percebemos e já estamos acreditando que todo mundo tem uma vida divertida e intensa e feliz, menos a gente. A gente só está vendo filmes e é domingo à tarde.
  11. Faça perguntas que deem a chance das pessoas ao seu redor existirem
    Onde mesmo que você nasceu? Qual é o seu livro predileto da Coleção Vagalume? A Carminha é a maior vilã que tivemos nas novelas mesmo? Queria te escutar mais sobre isso que você acabou de falar, sabe?
  12. Não acredite em listas
    A vida é fluxo.
  13. Não se orgulhe de sempre ter a última palavra em conversas e discussões
    Às vezes a outra pessoa apenas desistiu do diálogo porque eu não a deixo terminar seu raciocínio. Ou ela percebeu que pouco presto atenção ao que ela diz, só esperando minha vez de continuar falando de onde parei. Para este ano novo, escutar com atenção, falar com intenção.
  14. Beba água
    Ela mantém a pele e as unhas bonitas, evita inchaço e retenção de líquidos. Evita também dores de cabeça e mau humor e previne problemas nos rins. Além de tudo, é uma delícia, especialmente no verão.
  15. Quando o garçom do seu bar preferido disser que precisa encerrar, acredite
    Ele ou ela geralmente não moram no bairro onde trabalham e não diriam isso se já não fosse bem tarde. Uma das muitas maneiras de transformar o mundo positivamente é não pedir a saideira ou reclamar do horário de encerramento da cozinha quando você pode chegar na sua casa em menos de 10 minutos e o trabalhador daquele lugar, não. Em 2020, cuide melhor de quem cuida da sua diversão e dos seus bons momentos de alegria.
  16. Leia escritores e escritoras negras e LGBTQI+
    Você pode começar conhecendo a Padê Editorial, por exemplo.
  17. Não deixe a cidade te acostumar com a falta de horizontes
    A rotina é especialista em adormecer os olhos. Sem horizontes, a gente só pensa o que enxerga um palmo a frente. Um 2020 com mais lugares para se ver a chuva chovendo do outro lado da montanha, e vindo. Ou por um sol nascendo dentro dos olhos da pessoa que a gente mais amou na última semana.
  18. Chame o seu grupo mais animado do WhatsApp para ver a terceira lua cheia de 2020
    Depois, crie um grupo e as chame para ver todas as outras do ano, na sua laje. Combinem que o celular ficará na sala.
  19. Não acredite na felicidade constante das fotos nas redes sociais
    Aproveite 2020 para não contar em voz alta, o tempo todo, os verdadeiros motivos desse seu sorriso frouxo em plena segunda-feira de trabalho e chuva, desde a madrugada. A inveja tem sono leve.
  20. Não se sinta culpada por não saber o que fazer da vida
    Está todo mundo meio perdido, mesmo.

Pode chegar, 2020.

Sobre o Autor

Formado em jornalismo pela Universidade Santo Amaro – UNISA, Tony se reconhece antes como educador, feito todo mundo é. A partir do Campo Limpo, periferia da zona sul de São Paulo, trabalha por uma comunicação que mova positivamente corações, discursos, espaços e relações. Acredita que "Dislexicando" é a coisa mais bonita do mundo e quer o primeiro parágrafo de "O Livro dos Títulos" em sua lápide, lá no futuro. Anda falando por aí: "Não fosse o Sarau do Binho, até hoje eu não saberia que poeta é alguém que solta pipa na laje". É autor do podcast https://paisagemsonora.com

Sobre o Blog

Um espaço para boas e necessárias conversas sobre pessoas e seus movimentos de transformação. E todos são.

Tony Marlon